Sessenta cidadãos de 13 países africanos, incluindo Angola, serão capacitados em matérias de cinematografia e televisão, durante um ano, em três academias regionais distintas, na sequência do lançamento, esta quarta-feira (dia 30), em Luanda, dum projecto social pan-africano, denominado Multichoice Talent Factory (MTF).

A formação arranca, simultaneamente, a um de Outubro deste ano, e será dirigida por especialistas renomados, contemplando 20 talentos por cada região do continente, cujos países sedes serão o Quénia, para a África Oriental, a Nigéria (para a África Ocidental) e a Zâmbia para a África Austral, sob supervisão de cineastas locais.

Com isso, segundo o director-geral da MultiChoice Angola, Eduardo Continentino, pretende-se dar oportunidade aos jovens para desenvolverem as suas competências e impulsionar as indústrias criativas em países do continente com potencial económico demonstrado, através de três pontos de contacto que serão lançados durante o ano.

Estes pontos, traduzem-se nas academias/projectos MTF, Masterclasses e o Portal MTF, todos tendentes a ajudar os 60 formandos, que para se habilitarem aos programas devem, inscreverem-se em www.multichoicetalentfactory.com, para a primeira iniciativa, um processo iniciado igualmente esta quarta-feira e que se estenderá até ao dia 5 de Julho deste ano.

“O lançamento da MTF faz parte da nova estratégia da operadora de Tv, de promover este investimento através da criação de valor partilhado, usando os seus principais recursos, pessoas, competências e rede da empresa para criar uma mudança positiva na sociedade que venha a gerar benefícios para a empresa e para a sociedade”, explicou o responsável.

Em entrevista, adiantou que durante a capacitação, os estudantes terão acesso a um conjunto de conhecimentos, vão interagir com profissionais da indústria e contar histórias africanas autênticas, através de um currículo abrangente que inclui conhecimento teórico e experiência prática em cinematografia, edição, produção de áudio e narrativa.

No decurso da acção formativa, os beneficiários irão também produzir conteúdos cinematográficos e televisivos que serão transmitidos nos canais M-Net locais na plataforma da MultiChoice, incluindo Africa Magic, Maisha Magic East, Maisha Magic Bongo, Zambezi Magic, M-Net e SuperSport para alcançar o público africano pelas plataformasda DStv e GOtv.

“Após graduação da MultiChoice Talent Factory Academy, os alunos MTF deixarão a Academia com conhecimento e competência para contribuir profissionalmente para a indústria do cinema e da televisão nos seus respectivos países e não só”, referiu Eduardo Continentino.

O lançamento deste programa que pretende impulsionar as indústrias criativas em África aconteceu numa das salas de cinema da capital e foi prestigiado pelo ministro da Comunicação Social, João Melo, que, na ocasião, realçou a necessidade de se estabelecer sinergias com as plataformas de distribuição televisiva que operam em Angola.