Um concurso Bíblico para promover o estudo da Bíblia foi lançado hoje, terça-feira, em Luanda, numa iniciativa do Conselho de Igrejas Cristãs em Angola (CICA) em parceria com a Embaixada de Israel no país.

A secretária-geral do CICA, Deolinda Dorcas Teca, disse à imprensa, na ocasião, que a apresentação da 1ª fase do concurso tem como objectivo principal, a promoção do estudo da bíblia no seio da sociedade angolana, para o maior conhecimento da palavra de Deus.

O aludido concurso decorre sob o lema “E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra”.

A reverenda Deolinda Dorcas Teca apelou aos cristãos e a sociedade em geral para a necessidade de leitura com profundidade do livro que instrui e traz grandes frutos em termos de conhecimento para uma vida saudável.

Considera ser importante que os homens preocupem-se em saber em que contexto a bíblia foi escrita e rebuscar o antigo testamento, porque existem aspectos muito importantes que a bíblia Ebraica relata sobre a bíblia no seu todo, que não foi possível traduzir.

Por sua vez, o embaixador de Israel em Angola, Oren Rosenblat, depois de ressaltar a história de José e seus irmãos, enfatizou existir aspectos muito importantes que a bíblia ebraica relata sobre a bíblia no seu todo, que a tradução não conseguiu narrar.

O diplomata israelita sublinhou que para a participação no concurso, iniciado hoje (terça-feira) e com termino previsto para o dia 14 de Setembro do ano em curso, as inscrições devem ser feitas para o endereço “facebook.com/israel/angola”. Serão seleccionados apenas 15 candidatos.

Segundo ele, a primeira edição será realizada no dia 18 de Setembro, a segunda a 17 de Outubro e a última no dia seis de Novembro do ano em curso, com o apuramento do grande vencedor que vai participar na gala internacional no mês de Dezembro, em Israel.

Estará em concurso a passagem bíblica “O livro inteiro do velho de Testamento”.

O concurso da Bíblia para adultos é um evento aberto à todas denominações religiosas e pessoas singulares.

Participaram do acto, líderes de mais de 20 congregações religiosas, responsáveis e convidados.